Genealogia Paulistana

Luiz Gonzaga da Silva Leme (1852-1919)

Vol VII Pág.03 a 43


Tit. Moraes

(Parte 1)


Pág.3
Esta família teve princípio em Balthazar de Moraes de Antas, que de Portugal passou a S. Paulo onde casou com Brites Rodrigues Annes f.ª de Joanne Annes Sobrinho, que de Portugal tinha vindo a esta capitania trazendo solteiras três filhas, que todas casaram com pessoas de conhecida nobreza(1).

De Balthazar de Moraes de Antas e de Brites Rodrigues Annes descendem:

Cap. 1.º Pedro de Moraes d'Antas

Cap. 2.º Balthazar de Moraes d'Antas

Cap. 3.º Anna de Moraes d'Antas

Cap. 4.º Izabel de Moraes.

____________________

(1) Pedro Taques, de quem copiamos esta notícia sobre os Antas Moraes e que por sua vez copiou-a do título dos Braganções na livraria de José Freire Monte Arroio Mascarenhas em 1757, descreve a ascendência dos Antas Moraes como segue:

1.º D. Mendo Alam foi um ilustre cavalheiro, senhor da vila de Bragança, que depois foi cidade; vivia em tempo de el-rei D. Affonso VI de Leão, avô de D. Affonso Henriques, primeiro rei de Portugal. Casou com uma princesa da Armênia, que com el-rei seu pai veio em romaria a visitar o corpo do apostolo S. Thiago em Compostela. E teve, como diz o conde D. Pedro e o livro antigo das linhagens, a

2.º D. Fernando Mendes de Bragança, rico homem, chamado o Velho; sucedeu a seu pai no senhorio de Bragança, e mais terras, que eram muitas na província de Trás-os-Montes, entre Bragança e Miranda. Diz o livro antigo, que esteve na torre do Tombo, e mostra o cronista Brandão, P. 3.ª liv. 10.º cap. 4.º da Monarquia Lusitana, e liv. 8.º cap. 27, que fora casado com uma filha de el-rei D. Affonso VI de Leão, de quem tivera:

3.º D. Mendo Fernandes de Bragança que sucedeu na casa de seu pai e casou com D. Sancha Viegas de Bayão f.ª de D. Egas Gozende, senhor de Bayão, e de sua mulher D. Gotina Nunes. Teve:

Pág.4
Cap. 1.º

Pedro de Moraes d'Antas foi casado com Leonor Pedroso, em 1636 com testamento em S. Paulo, f.ª de Estevão Ribeiro Bayão Parente e de Magdalena Fernandes Feijó de Madureira. Tit. Bayão, adiante neste V. Em 1600, depois do falecimento de seu pai, requereu Pedro de Moraes ao governador geral do estado dom Francisco de Sousa, que lhe fossem guardados e cumpridos os privilégios, honras e liberdades que lhe competiam pelos instrumentos de seu defunto pai, e foi deferido numa provisão passada pelo dito governador reconhecida pelos tabeliães de S. Paulo, Santos e S. Vicente nesse mesmo ano; faleceu com testamento em 1644 em S. Paulo (C. O. de S. Paulo) e teve:

1-1 Magdalena Fernandes de Moraes § 1.º

1-2 Capitão Pedro de Moraes Madureira § 2.º

1-3 Paulo de Moraes § 3.º

1-4 Paschoal de Moraes § 4.º

1-5 Polycarpo de Moraes § 5.º

e dois f.ºs naturais

1-6 Damião de Moraes § 6.º

1-7 Beatriz Rodrigues § 7.º

____________________

4.º D. Fernandes Mendes, rico homem, senhor de Bragança e mais terras de seu pai; foi chamado o Braganção, e por outro nome o Bravo. Achou-se com el-rei D. Affonso Henriques em todas as guerras de seu tempo, e na batalha do campo de Ourique. Casou com D. Theresa Affonso, filha ilegítima do mesmo rei, que o conde D. Pedro diz, no título 38, fls. 204, a tirara ao conde D. Sancho Nunes de Barbosa, de quem era mulher, para lhe aplacar a ira de se rirem dele quando lhe caiu a nata pelas barbas comendo com el-rei à mesa em Coimbra; o que Brandão tem por fabuloso, e convém em que foi casado com D. Sancha Henriques, irmã do mesmo rei D. Affonso Henriques, o que prova com a escritura que alega no liv. 8.º, cap. 27, part. 3.ª. O mesmo conde D. Pedro e o cronista Brandão afirmam que não teve dela filhos, e que, por haver feito doação da cidade de Bragança, ficara, por sua morte, incorporada na coroa; porém João Baptista Lavanha, alegando o livro antigo, diz que fora casado com outra mulher, que Brandão no lugar já citado diz fora D. Theresa Soares, f.ª de D. Soeiro Mendes o Bom da Maia, e que dele tivera a seu filho que segue:

5.º D. Pedro Fernandes o Braganção, que o cronista Brandão chama: Pedro Fernandes de La Hadra, foi alcaide-mor de Bragança no ano de 1193, em que el-rei de Leão a teve cercada, e o rei D. Sancho I a foi socorrer, como consta da escritura original do mosteiro de S. Salvador de Castro Avellães, e a refere José Cardoso Borges nas noticias de Bragança.

Pág.5
§1.º

1-1 Magdalena Fernandes de Moraes casou com dom Diogo de Lara, e deixou geração no V. 4.º pág. 537.
 
 

§2.º

1-2 Capitão Pedro de Moraes Madureira foi casado com sua parenta Anna de Moraes Pedroso, em 1647 com testamento em S. Paulo, f.ª de Francisco Ribeiro e de Maria de Moraes. Teve 6 f.ºs (C. O. de S. Paulo).

2-1 Coronel Carlos de Moraes Navarro, com 14 anos em 1647, casou mais tarde com Maria Raposo f.ª do mestre de campo Antonio Raposo Tavares e de sua 1.ª mulher Beatriz Furtado de Mendonça, à pág. 450, V. 6.º. Teve q. d.: 3-1 Pedro de Moraes Raposo, coronel das ordenanças de S. João de El-Rei, que teve estabelecimento nas minas do Rio das Mortes, foi casado com Anna Moreira de Godoy f.ª de Gaspar de Godoy Moreira e de Custodia Moreira a pág. 103 do V. 6.º. Teve: ____________________

Porque ocupava algumas fazendas pertencentes à Sé de Braga, o arcebispo D. João de Peculiar passou carta de excomunhão contra ele, como consta do livro do cabido da Sé de Braga à fls. 118; e do livro das inquirições que mandou fazer das honras do reino o sr. rei D. Affonso III, consta que este D. Pedro Fernandes o Braganção deu à ordem do hospital a vila e igreja de S. Pedro Velho, e a vila de Val-maior, que foram de seus avós. O livro antigo diz que casou com D. Froile Sanches, filha do conde D. Sancho Nunes de Barbosa e de sua mulher D. Theresa Affonso, filha de el-rei D. Affonso Henriques. E teve:

6.º D. Vasco Peres o Beirão, casou com D. Urraca Esteves, filha de Estevão Annes, senhor do Passo de Antas, no concelho de Coura; e ficou herdando o mesmo Passo. E teve, como afirma D. Pedro e o livro antigo, em terceiro filho a:

7.º João Vasques de Antas, foi senhor da vila de Vimioso. Viveu pelos anos de 1242. Não se tem notícia de seu casamento, mas sabe-se que foi seu filho:

8.º Estevão Annes de Bragança; faz dele memória o conde D. Pedro no Tit. 34 § 2.º do seu Nobiliário manuscrito. A sua filiação se prova de um documento que se conserva na câmara de vila de Vimioso, divisado com o n. 16, que é uma demanda que teve seu neto direito João Mendes de Moraes com a câmara de Vimioso, que lhe diz impedir a tapagem de uma herdade que ele tinha junto ao rio Fervença por cima da ponte das Ferrarias;

Pág.6
4-1 Custodia Moreira que casou com Manoel da Costa Gouvêa capitão-mor de S. João de El-Rei, irmão de dom Valim da Costa Gouvêa, arcebispo de Lacedemonia. Com geração, entre outros: 5-1 José Joaquim da Costa Gouvêa, guarda-mor das terras e águas minerais casado com Rosa Felicia de Vallois. 4-2 Sargento-mor Antonio de Moraes de Godoy, falecido solteiro no Rio das Mortes. 3-2 Maria de Moraes, omitida por Pedro Taques, casou 1.º Em 1694 em Itu com Francisco Correa Ribeiro f.º de Lourenço Correa Ribeiro e de Maria Pereira de Azevedo, V. 4.º pág. 394; 2.ª vez casou em 1706 em Itu com Manoel da Rosa Arzam f.º de Manoel da Rosa Guedes e de Maria Rodrigues de Arzam. Tit. Arzam.

3-3 Carlos de Moraes Navarro casado em 1699 em Itu com Maria Correa de Arzam f.ª do capitão Cornelio Rodrigues de Arzam e de Catharina Gomes Correa, a contraente viúva de Manoel Ortiz de Camargo, falecido em 1698, f.º do coronel Lucas de Camargo e de Izabel Rodrigues. Tit. Arzam.

____________________

e provou nestes autos que era filho de Mendo Esteves, neto de Estevão Annes de Bragança e bisneto de João Vasques de Antas, terceiro neto de Vasco Peres o Beirão, de cujos avós foram aquelas terras, etc. Teve este Estevão Annes o seu filho segundo:

9.º Mendo Esteves de Antas, que casou na casa dos Moraes com Ignez Rodrigues de Moraes, neta de Ruy Martins de Moraes. E teve a:

10.º Affonso Mendes de Antas, o qual sucedeu no senhorio de Vimioso e de outras terras a seu tio direito (irmão de seu pai) Gonçalo Esteves, que foi senhor de Vimioso. Casou com Aldonça Gonçalves de Moreira, de quem teve o primogênito:

11.º Mendo Affonso de Antas, sucedeu a seu pai no senhorio de Vimioso, e foi padroeiro da igreja do concelho de Coura: faleceu sem filho varão; por cuja razão ficou Vimioso na coroa, e el-rei a deu em título de condado a D. Francisco de Portugal. Daqui teve origem uma demanda que pôs Estevão Mendes de Moraes (irmão de Mendo Affonso de Antas n.º 11) a D. Francisco de Portugal, que correu muitos anos perante o corregedor da comarca de Vizeu; e por falecer Estevão Mendes de Moraes antes de decidida a causa, ficou livremente possuindo Vimioso D. Francisco de Portugal.

Pág.7
3-4 Anna Pedroso casada com Manoel de Madureira, como se vê no inventário do capitão Antonio Ribeiro de Moraes. 2-2 Maria de Moraes, filha do § 2.º, foi casada com Salvador Bicudo de Mendonça f.º do capitão Manoel Pires e de Maria Bicudo. V. 6.º, pág. 448.

2-3 Marianna Pedroso de Moraes, com 10 anos em 1647, foi casada com o capitão Pedro de Sousa Barros, que faleceu em Nazareth em 1700, da família Alvares de Souza. Tit. Macieis. Teve q. d.:

3-1 Maria de Moraes Barros que foi casada com Christovão da Cunha f.º de Christovão da Cunha de Unhatte e de Mecia Vaz Cardoso. Com geração no V. 5.º, pág. 149.

3-2 Catharina de Moraes Pedroso foi a 1.ª mulher de Manoel da Fonseca Pinto f.º de outro do mesmo nome e de Julianna Antunes. Com geração no V. 6.º, pág. 70.

3-3 Maria das Neves de Moraes, falecida em 1721 em Nazareth, casada 1.º com Salvador Correa de Lemos; 2.ª vez com o capitão Manoel Telles de Menezes f.º do coronel Gregorio Telles de Menezes e Izabel de Estradas. Teve do 1.º f.ª única:
____________________

Também D. Antonio Caetano de Sousa no tomo 1.º Liv. 1.º Fls. 205 da Genealogia da Casa Real Portuguesa confirma o que fica dito, e o mesmo se encontra nas Coleções da Real Academia de Historia Portuguesa do acadêmico frei Fernando de Abreu em 22 de Outubro de 1724, em que confirma todo o referido, acrescentando que somente na alcaidaria-mór de Vimioso ficara Gonçalo Vaz Rego, genro do dito Mendo Affonso; e não dizem os A. A. com quem casara, mas sabe-se que teve filhos. Porque em 1575 na vila do Mogadouro, sendo Juiz ordinário Luiz do Valle, perante ele justificou Belchior de Moraes de Antas, irmão inteiro de Balthazar de Moraes de Antas, senhor de Vimioso, e seu último possuidor, porque depois da sua morte passara à coroa, sendo escrivão dos autos Gaspar Rodrigues Pereira. Pelo que sabemos que Mendo Affonso teve a : D. N... mulher de Gonçalo Vaz Rego, que ficou na alcaidaria-mór de Vimioso, e mais a f.ª:

12.º Izabel Mendes de Antas, casou com Nuno Navarro, como consta do instrumento de nobilitate probanda de Balthazar e Belchior de Moraes; pelo qual consta também que de seu matrimônio tiveram:

13.º Ignez Navarro de Antas que casou com Pedro de Moraes, cavaleiro fidalgo do chefes Moraes do reino de Portugal da província de Trás-os-Montes, que era parente da mesma Ignez Navarro, sua mulher. Este Pedro de Moraes serviu a el-rei em vários empregos nas comarcas da Beira e de Trás-os-Montes; e foi mamposteiro-mór dos cativos;

Pág.8
4-1 Marianna Correa de Moraes que casou com Francisco de Godoy Moreira, em 1789, e teve (C. O. de S. Paulo): 5-1 João de Godoy Moreira casado em 1746 em Atibaia com Maria de Lima f.ª de Sebastião Machado de Lima. V. 1.º, pág. 58.

5-2 Francisca de Godoy Moreira casada em 1747 em Atibaia com Pedro de Lima de Camargo. Com geração no V. 3.º, pág. 159.

5-3 Francisco de Godoy Moreira casado em 1754 em Atibaia com Anna Franco, com geração no V. 2.º, pág. 286.

5-4 Maria de Godoy Moreira casada em 1757 em Atibaia com Jorge Rodrigues de Siqueira. V. 2.º, pág. 115.

3-4 João de Sousa Barros casado em 1697 em Nazareth com Ignez Camacho f.ª de Domingos Dias da Costa e de Anna Maria de Freitas.

3-5 Anna Pedroso foi casada com Antonio Velho Cabral.

____________________

e do dito instrumento consta que teve uma irmã que no ano de 1575 estava casada com Pedro Homem Escudeiro, morador na vila de Mogadouro. E do mesmo instrumento consta que teve dito Pedro de Moraes:

14.º Balthazar de Moraes de Antas (tronco deste apelido em S. Paulo) que em 11 de Setembro de 1579, perante o Juiz Amador do Valle, de Mogadouro, sendo escrivão dos autos o tabelião Gaspar Teixeira, justificou a sua fraternidade por pai e mãe com Belchior de Moraes de Antas para se aproveitar do instrumento que a este se tinha passado. Assim se julgou de que se deu ao dito Balthazar de Moraes o seu instrumento autêntico, o qual o fez reconhecer em 1579 pelos escrivães de Mogadouro, Monxagate, Torre de Moncorvo, Mirandella, e Villa Pouca de Aguiar. E na cidade do Porto justificou por Índia e Mina dito instrumento em 1579; o mesmo fez em 1580 na cidade do Funchal e nesse mesmo ano justificou o instrumento e fez reconhecer os sinais dele na cidade da Bahia por Cosme Rangel de Macedo, ouvidor geral de toda a costa do Brasil. Balthazar de Moraes de Antas teve uma irmã casada com o sargento-mor José Alvares Meirelles, cavaleiro fidalgo da casa do Sr. D. Antonio, e morador no Mogadouro pelos anos de 1575: irmão também de Belchior de Moraes de Antas de quem fizemos menção.

Pág.9
3-6 Domingos de Sousa Barros, que representou sua mãe no inventário do capitão-mor Antonio Ribeiro de Moraes, seu tio-avô. 2-4 David

2-5 Ignez Pedroso Navarro, ou Ignez Navarro d'Antas, faleceu em 1712 em Itu e foi casada com Domingos Leme da Silva f.º de Francisco Leme da Silva e de Izabel de Góes. V. 2.º pág. 349. Teve:

3-1 Salvador de Moraes casado em 1698 em Santo Amaro com Maria Guedes f.ª de Manoel da Rosa Guedes e de Maria Rodrigues de Arzam. Tit. Arzam.

3-2 Antonio de Moraes casado em 1693 em Itu com Florencia Correa f.ª do juiz ordinário José da Costa Homem e de Maria José. V. 5.º pág. 419.

3-3 José Dias Leme casado em 1698 em Itu com Maria de Alvarenga f.ª de Bento de Alvarenga e de Anna da Costa Cabral. V. 6.º, pág.359.

3-4 Sebastião Pedroso casado em 1697 em Itu com Luzia da Veiga f.ª de Gabriel Ponce e de Maria Leme da Veiga. Tit. Fernandes Povoadores.

3-5 Manoel de Moraes Navarro foi 1.º casado em 1704 em Itu com Anna Cardoso f.ª de Antonio Cardoso Pimentel e de Feliciana da Rocha, Tit. Vaz Guedes; 2.ª vez tirou dispensa de parentesco em 1721 para casar com Margarida Cardoso da Fonseca, viúva de Alvaro Barreto Cardoso, f.ª de Francisco da Fonseca e de Messia Cardoso. V. 1.º, pág. 174. Se chegou a casar com esta 2.ª, enviuvou logo, porque o vemos casando-se outra vez em 1722 em Itu com Felicia Ribeiro f.ª de Francisco Homem e de Maria Ribeiro de Quadros. Com geração desta 3.ª mulher no V. 4.º, pág. 519.

3-6 Pedro de Moraes foi casado com Margarida de Siqueira.

3-7 João Pedroso, já falecido em 1712, foi casado com Catharina de ..... Com geração em Itu.

3-8 Maria de Moraes casada com João Ribeiro.

3-9 Izabel da Silva casada com Bento da Silva.

3-10 ...... casada com André Rodrigues (o cego).

3-11 Anna Pedroso da Silva casou em 1697 em Itu com Manoel Ribeiro da Silva, natural de Évora.

Pág.10
3-12 Christina Maria de Moraes foi casada com Antonio de Souza Dias, falecido em 1702 e teve (C. O. de S. Paulo): 4-1 Maria de Sousa Dias que foi casada com Thomé Cabral de Ornellas e teve q. d.: 5-1 Christina Maria de Moraes, natural de Nazareth, ali em 1778, foi 1.º casada com o capitão Roque de Siqueira Cubas, V. 6.º, pág. 236; 2.ª vez casou em 1741 na Conceição dos Guarulhos com José de Moraes da Cunha que faleceu em 1775 em Nazareth com 90 anos de idade, V. 5.º, pág.169, ali a geração deste 2.º marido. Teve q. d.:

Do 1.º:

6-1 Francisco Cubas Ferreira casado em 1744 com Rita Pires f.ª de Francisco Velho de Moraes e de Maria Bicudo de Brito. Com geração em Tit. Oliveiras.

6-2 Maria de Moraes de Ornellas tirou provisão em 1643 (C. Ec. De S. Paulo) para casar com Antonio Pires do Prado f.º de José Pires Ribeiro e de Maria da Assumpção Pinheiro, V. 5.º, pág. 366; 2.ª vez casou em 1754 na Conceição dos Guarulhos com Manoel Alvares Dantas.

6-3 Anna de Siqueira de Ornellas casou em 1754 em Atibaia com Bento Pires Cardoso f.º de Sebastião Barreto Cardoso e de Antonia Pires. Tit. Macieis.

6-4 Angela de Siqueira de Ornellas casou em 1752 em Atibaia com Francisco Pires Cardoso f.º de Sebastião Barreto Cardoso do n.º precedente.

6-5 Margarida de Moraes casada em 1750 na Conceição dos Guarulhos com Diogo Vaz Pinto f.º de outro de igual nome e de Anna Rodrigues Barbosa. Foram pais de:

7-1 Constantino Pedroso de Moraes, casado em 1789 na Conceição dos Guarulhos com Anna Pires f.ª de José Pires de Quadros e de Apollonia Pites.
Pág.11
7-2 Antonio Pinto de Moraes casou em 1774 na mesma freguesia com Angela Maria f.ª de João Barbosa Machado. V. 6.º, pág. 516. 6-6 Antonio, batizado em 1723 em Nazareth. 5-2 Antonio Cabral de Ornellas, f.º de 4-1, em 1794 na Conceição dos Guarulhos, casou em 1741 com Angela de Oliveira f.ª de Antonio de Oliveira Setubal. Sem geração.

5-3 Ignacio Cabral de Ornellas casou em 1745 na Conceição dos Guarulhos com Maria Gertrudes f.ª de Simão Ribeiro Castanho e de Catharina Guedes de Camargo. Faleceu Maria Gertrudes em 1801 com testamento (C. P. de S. Paulo). Sem geração.

5-4 Angelo Cabral de Moraes foi casado com Maria da Silva Santa Maria f.ª de Fran- Barreto Santa Maria e de Margarida Bicudo de Brito. Teve q. d.:

6-1 José Cabral de Moraes casado em 1781 em Nazareth com Rosa Gomes Correa Marques e de Gertrudes Rodrigues da Cunha. Faleceu em 1814 e foi inventariado em Atibaia. Teve 3 f.ºs: 7-1 Gertrudes Maria casada com Pedro Dias da Silva.

7-2 Maria Rosa casada em 1810 em Nazareth com José Lourenço Cardoso f.º de Lourenço Cardoso e de Andreza de Souza Furtado.

7-3 Anna Cabral, com 20 anos, solteira.

Pág.12
6-2 Maria Francisca de Moraes casada com Francisco Antonio de Brito, faleceu em 1807 e foi inventariada em Atibaia. Teve q. d.: 7-1 Francisco com 1 ano em 1807. 6-3 Ignacio Cabral de Moraes casado com Anna Maria Barbosa f.ª de Manoel Barbosa pais e de Luiza Sardinha, de Mogi das Cruzes. Teve q. d.: 7-1 Antonia Maria Barbosa casada em 1809 em Nazareth com João Felix de Simas, natural de Portugal.

7-2 Joaquim Barbosa da Silva casou em 1810 em Nazareth com Gertrudes Maria da Silva f.ª de José Pinheiro Cardoso e de Anna Theresa de Jesus. V. 1.º, pág. 89.

7-3 Maria Antonia de Ornellas casada em 1808 em Nazareth com Joaquim Carneiro, de Portugal.

7-4 Anna Francisca de Moraes casada em 1803 em Nazareth com Manoel de Oliveira Cardoso f.º Mathias de Oliveira Lobo e de Escholastica Maria da Silva. V. 1.º, pág. 460.

6-4 Angela da Silva, f.ª de 5-4, casou-se com João Franco Bueno f.º de Manoel da Fonseca Pinto e de Marianna Bueno de Freitas. Com geração no V. 1.º, pág. 400.

6-5 Escholastica Maria casada em 1787 em Nazareth com o alferes Manoel Rodrigues Preto. Com geração em Tit. Pretos.

4-2 Francisca de Moraes, f.ª de Christina Maria de Moraes no 3-12, foi casada com Alvaro Barreto Cardoso, f.º de Alvaro Barreto de Siqueira, que foi morador em Nazareth, falecido em 1719 e de Mecia Cardoso da Fonseca. Com geração em Tit. Macieis.
Pág.13
4-3 Domingos da Silva Leme tirou provisão em 1706 para casar-se com Rosa da Cunha f.ª de Antonio Bicudo de Siqueira, por este, neta de Sebastião Bicudo de Siqueira e de Maria Leme e por este tern. de Matheus Leme (C. Ec. De S. Paulo).

4-4 Antonio de Souza Dias casou-se com Rosa Maria do Prado f.ª de Manoel de Lemos do Prado e de Leonor Jorge; faleceu em 1771 em Nazareth com 80 anos. Tit. Siqueiras Mendonças. Teve:

5-1 Maria de Moraes casada em 1760 em Nazareth com Angelo Munhoz de Pontes f.º de Fernando Munhoz e de Izabel de Pontes. V. 3.º, pág. 222.

5-2 Rita de Moraes casada em 1766 em Nazareth com Felix Rodrigues Marques f.º de Bonifacio Rodrigues da Silva e de Thereza Marques, n. p. de João Rodrigues Lamego e de Maria Cubas, n. m. de Pedro Gomes Correa e de Maria Marques, de Itanhaém.

5-3 Christina Maria de Moraes casou-se com Pedro Gomes Correa falecido em 1790 em Atibaia, f.º de João Correa Marques e de Maria de Miranda Silva. Teve os 9 f.ºs seguintes:

6-1 Rosa Maria de Moraes casada em 1771 em Nazareth com Antonio de Pontes de Oliveira f.º de Domingos Pereira de Castilho e de Arsenia de Medeiros. Com geração no V. 3.º, pág. 287.

6-2 Maria Correa de Moraes casou-se em 1773 em Nazareth com Caetano Domingues Paes, viúvo de Joanna de Lima de Camargo, f.º de Pedro Domingues Paes e de Maria Ribeiro. V. 5.º, pág. 345, com geração.

6-3 Francisco Gomes Correa casou-se em 1779 em Nazareth com Anna Maria Cardoso, f.ª de José de Carvalho Lisboa e de Joanna da Cunha . V. 5.º, pág. 23.

Pág.14
6-4 Rita Correa de Moraes casou-se em 1780 em Nazareth com Francisco de Siqueira Leitão, f.º de Caetano Domingues Paes e de sua 1.ª mulher Joanna de Lima de Camargo. Com geração no V. 5.º, pág. 57.

6-5 José Gomes Correa casou-se em 1786 Nazareth com Custódia Maria Cardoso f.ª de Ignacio Alvares de Crasto e de Antonia Cardoso, por esta, neta de Bento da Cunha Maciel.

6-6 Antonio Gomes era solteiro em 1790.

6-7 Ignacio Gomes de Moraes, já falecido em 1796, casou-se em 1772 em Atibaia com Josefa Domingues f.ª de Caetano Domingues Paes e de sua 1.ª mulher Joanna de Lima de Camargo. V. 5.º, pág. 56. Teve f.ª única:

7-1 Christina Gomes casada em 1791 em Atibaia com João Baptista f.º de Francisco de Oliveira Preto e de Leonor de Godoy. Com geração no V. 5.º, pág. 125. 6-8 Anna casada com Francisco Pereira.

6-9 Josepha Correa de Moraes casada com José de Camargo Pimentel f.º de Pedro de Camargo Pimentel e de Anna Rodrigues Velho. Com geração no V. 1.º, pág. 324.

5-4 Bento de Moraes de Assumpção, f.º de Antonio de Sousa Dias no 4-4 retro, casou-se em 1758 na Conceição dos Guarulhos com Anna Maria de Pontes f.ª de Bento Rodrigues de Oliveira e Maria Antunes de Pontes, V. 3.º, pág.228; faleceu Bento de Moraes em 1801 com testamento e foi inventariado em Atibaia em 1807 e teve 9 f.ºs: 6-1 Ignacia Rodrigues de Pontes casada em 1782 em Nazareth com Domingos de Oliveira Pontes viúvo de Messia de Pontes. Com geração no V. 3.º, pág. 288.
Pág.15
6-2 Maria Francisca casada em 1793 em Nazareth com José Ramos de Azevedo f.º de Ignacio José de Azevedo e de Ignacia Maria de Jesus.

6-3 Ignacia Maria de Moraes casada em 1797 em Nazareth com Manoel da Silva de Oliveira f.º de Jeronimo de Pontes e de Anna da Silva. V. 3.º, pág. 289.

6-4 Manoela Maria de Jesus casada em 1798 em Nazareth com Antonio Leite de Moraes, viúvo de Anna Maria, f.º de Antonio de Moraes Neves e de Lucrecia Leite de Araujo. Com geração no V. 2.º, pág. 546.

6-5 Francisco Lourenço casado em 1802 em Nazareth com Francisca Maria de Oliveira f.ª de Antonio Pedroso de Moraes e de Joanna Maria de Oliveira.

6-6 José Francisco de Moraes casou-se

6-7 Miguel Rodrigues de Pontes casado em 1800 em Nazareth com Ignacia Joaquina de Azevedo f.ª de Ignacio José de Azevedo e de Ignacia Maria de Jesus.

6-8 Izabel, solteira em 1807.

6-9 Thereza Maria, última f.ª de 5-4, casou em 1797 em Nazareth com Christovão da Cunha Cintra, f.º de Christovão da Cunha de Moraes e de Maria da Cunha. Com geração em Tit. Rodrigues Lopes.

5-5 Antonio Ribeiro de Moraes, f.º de Antonio de Sousa Dias n.º 4-4, casou-se em 1746 em S. Paulo com Marianna de Pontes, f.ª de Bento Rodrigues de Oliveira e de Maria Antunes de Pontes. V. 3.º, pág. 229. Teve q. d.:
Pág.16
6-1 Anna Francisca casada em 1777 em Guarulhos com Gregorio Pereira de Pontes f.º de José Pereira Duarte e de Ignez Gonçalves. V. 3.º, pág. 300.

6-2 João Rodrigues de Moraes casado em 1784 nos Guarulhos com Clara Maria de Camargo f.ª de Francisco Xavier de Franco e de Ignacia Paes de Camargo. V. 1.º, pág. 181.

6-3 Angelo de Moraes casado em 1787 com Rosa Maria de Camargo f.ª de Francisco Xavier Franco e de Ignacia Paes de Camargo. V. 1.º pág. 181.

5-6 Pedro de Moraes e Godoy f.º de 4-4, casou-se em 1766 nos Guarulhos com Margarida Munhoz de Pontes, f.ª de Francisco Munhoz Paes e de Izabel de Pontes n. p. de Antonio de Siqueira Paes e de Anna Ribeiro de Lima; faleceu em 1801 em Nazareth com 66 anos. V. 3.º, pág. 222. Teve q. d.: 6-1 Ignacio Antonio de Moraes casou em 1796 em Nazareth com Anna Maria Cardoso, f.ª de Ignacio de Carvalho Lisboa e de Maria Pinheiro. Tit. Oliveiras.

6-2 José Antonio de Moraes casado em 1806 em Nazareth com Leonor Cardoso de Almeida f.ª de João Cunha Maciel e de Escholastica Cardoso. V. 5.º, pág. 23.

5-7 Escholastica de Moraes, f.ª de 4-4, casou-se com Manoel da Cunha de Siqueira, de Jacareí, f.º de Sebastião da Cunha e de Luiza Rodrigues de Prado. Teve q. d.: 6-1 João da Cunha de Moraes casado em 1786 em Nazareth com Manoela Maciel f.ª de Salvador Rodrigues de Pontes e de Gertrudes Maria. V. 3.º, pág. 220.
Pág.17
4-5 João Sousa e Moraes, f.º de Christina Maria n.º 3-12, casou-se com Gertrudes Gomes da Silva f.ª de João Gomes Ferreira e de Maria da Fonseca. Teve q. d.: 5-1 Margarida de Moraes casada em 1764 em Atibaia com Salvador Ribeiro Cardoso f.º de José Nogueira Cardoso. V.1.º, pág. 105. Sem geração. 4-6 Bartholomeu de Sousa de Moraes, foi 1.º casado em 1738 com Josepha de Oliveira Garcia f.ª de Domingos Garcia Bernardes e de Maria de Oliveira, de Jundiaí; 2.ª vez em 1759 em Atibaia com Maria Rodrigues viúva de Sebastião Gil, f.ª de Paulo Martins e de Anna de Souza.

4-7 Josepha de Moraes, falecida em 1728 nos Guarulhos, foi casada com Manoel Correa de Carvalho. (C. P. de S. Paulo). Sem geração.

4-8 Pedro de Moraes.

4-9 Francisco Pedroso de Moraes, f.º de 3-12, foi casado com Maria Pires do Prado, f.ª de José Pires Ribeiro e de Maria da Assumpção Pinheiro. V. 5.º, pág. 361. Foram moradores na Conceição dos Guarulhos, e tiveram q. d.:

5-1 Margarida Pedroso de Moraes casada em 1755 em Atibaia com José da Costa de Figueiredo f.º de Matheus da Costa de Figueiredo e de Margarida da Cunha, por esta neto de Jorge Pereira Leme e de Izabel da Cunha.

5-2 Anna Maria Pedroso casada em 1763 em Atibaia com Joaquim José Ribeiro, f.º de Luiz Borges Ribeiro e de Francisca Leme; por esta neto de Gaspar dos Reis da Cunha e de Izabel Velho.

5-3 Christina Maria de Moraes casada em 1763 em Atibaia com Manoel Borges Ribeiro irmão de Joaquim José Ribeiro do n.º precedente. Faleceu Christina Maria em 1809, com testamento na Conceição dos Guarulhos. (C. P. S. Paulo) e teve os 7 f.ºs:

Pág.18
6-1 Ignacio

6-2 José

6-3 Joaquim

6-4 Lourenço Pedroso de Moraes

6-5 Manoela

6-6 Custodia

6-7 João Pires de Moraes, já falecido em 1809, foi casado em 1789 na freguesia das Campinas com Maria Joaquina de Oliveira f.ª do sargento-mor Domingos de Góes Maciel e de Izabel Maria. Com f.ª única no V. 5.º, pág. 356.

5-4 Manoel Pedroso de Moraes casou em 1775 na freguesia de N. Senhora da Conceição de Jaguari com Maria de Cerqueira f.ª de Francisco Xavier Cesar e de Maria de Lima do Prado. Tit. Garcias Velhos. Em 1776 já era falecido e a viúva passou à 2ªs. núpcias em 1777 em Atibaia com José Pires de Oliveira. V. 1.º, pág. 124.

5-5 José Pires de Moraes casado com Gertrudes de Lima, irmã de Maria de Cerqueira do n.º precedente. Teve q. d.:

6-1 Manoela Barbosa casada em 1789 em Atibaia com Felippe José de Faria f.º de José de Faria de Alvarenga e de Maria Paes Cardoso. V. 5.º, pág. 348.

6-2 Victorina, batizada em 1779 em Atibaia.

6-3 Genoveva, batizada em 1776 em Atibaia.

6-4 Manoel, batizado em 1789 em Atibaia.

6-5 Francisco, batizado em 1783 em Atibaia.

6-6 Maria, batizada em 1785 em Atibaia.

6-7 Pedro, batizado em 1789 em Atibaia.

6-8 Matheus, batizado em 1791 em Atibaia.

5-6 José Pedroso de Moraes, f.º de Francisco Pedroso n.º 4-9, casou em 1777 em Mogi-guaçu com Anna Leme do Prado, falecida em 1841 e inventariada em Bragança, f.ª de Sebastião Leme da Silva, natural de Taubaté, e de Josepha da Silva, natural do Arraial do Ouro Branco, Minas Gerais. Tit. Dias. Teve os 13 f.ºs:
Pág.19
6-1 Maria Leme da Silva

6-2 Custodia Pedroso

6-3 Francisco Antonio da Silva

6-4 Manoel Pedroso de Moraes

6-5 Joaquim Pedroso de Moraes

6-6 Antonio Leme da Silva

6-7 Anna Pires de Moraes

6-8 José Pedroso Leme de Moraes

6-9 Gertrudes Maria do Prado

6-10 Manoela Leme

6-11 Ricarda Maria

6-12 Felicidade Maria

6-13 João Leme de Moraes

6-1 Maria Leme da Silva, já era falecida em 1841, e casou em 1795 na freguesia de Jaguari (hoje Bragança) com Camillo José Ramalho f.º de José Martins Pinto e de Caetana Maria de Jesus; por esta, neto de Braz Francisco Ramalho e de Luzia Pedroso das Neves, n. p. de João Nunes da Silva e de Christina Maria de Jesus. Teve: 7-1 Maria Leme da Silva casada em 1823 em Bragança com Raphael de Sousa de Moraes f.º de José Pires de Camargo e de Rosa de Sousa.

7-2 Antonio Leme Ramalho, foi solteiro.

7-3 José Camillo Ramalho casado em 1837 em Bragança com Emerenciana Emilia f.ª do ajudante Theodoro Rodrigues Tavares e de Francisca Emilia; foram moradores no Socorro.

7-4 João Camillo Ramalho, foi morador em Mogi-mirim.

7-5 Manoel Camillo Ramalho.

7-6 Gertrudes foi casada com João de Sousa de Moraes, eram já falecidos em 1841, e tiveram:

8-1 Joaquim.

8-2 José.

8-3 Candida casada com José Camillo Ramalho.

8-4 Theodora.

Pág.20
8-5 Maria.

8-6 Rita.

8-7 Malaquias.

7-7 Genoveva casada com Manoel Oliveira Cardoso.

7-8 Delphina casada com Braz de Toledo Piza.

7-9 Anna casada com José Maria da Silva, moradores no Socorro.

7-10 Pedro Antonio Ramalho.

7-11 Ignacio Camillo Ramalho casado.

7-12 Balduíno Antonio Ramalho casado.

7-13 Joaquim Mariano de Godoy casado em 1829 em Bragança com Gertrudes Maria da Trindade f.ª do alferes José Pires de Oliveira e de Anna Joaquina Bueno.

7-14 Felisberta, batizada em 1803.

7-15 Felicidade, batizada em 1795.

6-2 Custódia Pedroso casou em 1805 em Bragança com José Joaquim Gordiano. Teve: 7-1 Zeferina casada com João Francisco Ramalho, morador em Serra Negra.

7-2 Jacintha casada com José Cardoso de Oliveira, morador na Serra Negra.

6-3 Francisco Antonio da Silva, f.º de José Pedroso n.º 5-6, foi batizado em 1782 e casado em 1817 em Bragança com Gertrudes Maria de Camargo Leme f.ª do capitão Lourenço Antonio Leme e de Anna Jacintha de Oliveira. V. 2.º, pág. 95, ali a f.ª única.

6-4 Manoel Pedroso de Moraes casou no Socorro com Umbelina. Teve:

7-1 José

7-2 Joaquim Ribeiro de Moraes, solteiro.

7-3 Anna foi casada com José Antonio da Silva.

7-4 Maria casada com José de Sousa de Moraes.

7-5 Gertrudes.

7-6 Agostinho.

6-5 Joaquim Pedroso de Moraes casou em 1812 em Bragança com Maximiana Maria de Oliveira f.ª de Lourenço Franco de Oliveira e de Manoela Maria Bueno, V. 1.º, pág. 532. Teve entre outros: 7-1 Manoel Pedroso de Moraes, pai de Beraldo Pedroso casado e residente em Amparo.

7-2 Pedro Leme, falecido sem geração.

Pág.21
7-3 Antonio Joaquim Leme casado em 1837 no Amparo com Dionisia Rodrigues Bueno f.ª de Joaquim Rodrigues de Moraes e de Maria Magdalena. Com geração em Serra Negra.

7-4 José Pedroso casado. Com geração.

7-5 Manoela Maria casada em 1836 no Amparo com Antonio da Silveira Cesar f.º de Salvador de Lima Bueno e de Manoela da Silva Coelho. V.3.º, pág. 148.

6-6 Antonio Leme da Silva foi casado, e teve: 7-1 Ricarda casada com Mariano Lopes.

7-2 Gabriella casada com Salvador Lopes.

7-3 Antonio, solteiro.

7-4 João casado e morador em S. Carlos do Pinhal.

6-7 Anna Pires de Moraes, batizada em 1787, casou em 1808 em Bragança com Antonio Pereira de Araujo f.º de Manoel Pereira de Araujo e de Rosa Maria de Jesus, de Atibaia, n. p. de Bento Pereira de Araujo, natural de Portugal, e de Maria da Silva, de Parnaíba, n. m. de Bernardino Ribeiro da Costa e de Joanna de Oliveira. Tit. Pretos. Teve: 7-1 Tenente-coronel Fortunato Pereira de Araujo, já falecido, foi morador em S. José de Toledo e casado com Luiza Eugenia de Moraes, que faleceu em S. Paulo, f.ª de Luiz de Moraes Dantas Gouvêa e de Maria Saturnina Alvares. Teve: 8-1 José Pereira de Araujo, falecido solteiro.

8-2 Cassiano Pereira de Araujo, residente em Bragança, fez estudos preparatórios em S. Paulo e tem ocupado o cargo de delegado de polícia em Bragança, está casado com geração.

8-3 Eugenia Pereira, falecida, foi 1.º casada com Antonio Braga, natural de Portugal, que foi por muitos anos negociante de ferragens em S. Paulo, sócio da casa que hoje gira com a firma Peixoto, Estella & Comp.; 2.ª vez foi casada com o dr. Fernando de Albuquerque, engenheiro civil natural de Santos. Faleceu em S. Paulo e deixou somente do 1.º marido um casal de f.ºs:

9-1 Luiza Braga casada com Willians Lee, natural de Porto Rico, f.º de pais ingleses.

9-2 Antonio Braga.

Pág.22
8-4 Cesario Pereira de Araujo, reside em S. Paulo casado com Ernestina Ramos f.ª do doutor Ernesto Mariano da Silva Ramos e de Maria Amalia Rudge. V. 5.º, pág. 203. Com geração.

8-5 Florinda Pereira Leme casada com o tenente-coronel Olegario Ernesto da Silva Leme fazendeiro em Bragança f.º do coronel Luiz Manoel da Silva Leme, falecido, e de Carolina Eufrasia de Moraes. Com geração no V. 2.º, pág. 526.

8-6 Maria Luiza de Araujo, solteira em S. Paulo.

8-7 Francisca Pereira de Araujo, solteira em S. Paulo.

8-8 Augusto Pereira de Araujo, negociante de ferragens em S. Paulo. Solteiro em 1902.

8-9 Luiz Pereira de Araujo, bacharel em direito, secretário do tribunal de justiça de S. Paulo, está casado com Laura Milliet. Com f.ºs menores.

8-10 Timotheo Pereira de Araujo é fazendeiro em Bragança casado com Olympia de Araujo f.ª do capitão Francisco Mariano da Silva Leme e de Libania Cunha. Tit. Dias.

8-11 Libania Pereira Urioste está casada com Antonio Urioste f.º do doutor Braulio Timotheo Urioste e de Joanna de Moura Lacerda. Com f.ºs menores.

8-12 Fortunato Pereira de Araujo, .

8-13 Anna Pereira, casou.

7-2 José Pereira de Araujo, f.º de 6-7, casou em 1841 com Francisca de Moraes Dantas irmã de Luiza Eugenia do n.º 7-1 precedente.

7-3 Maria Antonia de Moraes casada em 1842 com José Joaquim de Moraes Dantas Gouvêa irmão de Luiza Eugenia supra.

7-4 Joaquim Pereira de Araujo casado com Francelina f.ª de João Camillo Ramalho.

7-5 João Pereira de Araujo casado.

7-6 Anna casada com José Pedroso de Moraes Leme. Sem geração.

7-7 Florinda, viúva.

7-8 Felicidade casada com Francisco Manoel Munhoz.

7-9 Rosa, casada.

6-9 José Pedroso Leme de Moraes, batizado em 1788, foi casado em 1820 em Bragança com Christina Maria do Sacramento f.ª do ajudante Theodoro Rodrigues Tavares e de Francisca Emilia de Cassia. V. 2.º, pág.39. Teve:
Pág.23
7-1 Salvador Pedroso

7-2 Manoel Pedroso

7-3 Maria Pedroso

7-4 Gertrudes

7-5 Anna

7-6 João

6-9 Gertrudes Maria do Prado casou em 1809 em Bragança com Bento de Sousa Sardinha f.º de Ignacio de Sousa de Moraes e de Angela Vieira Sardinha. Com geração em Tit. Freitas.

6-10 Manoela Leme, batizada em 1792, casou em 1809 em Bragança com José de Sousa Sardinha irmão de Bento do n.º precedente. Tit. Freitas. Com geração.

6-11 Ricarda Maria de Jesus casou em 1821 em Bragança com José Manoel de Sousa Mourão, morador no Rio Claro em 1841, f.º de Manoel Joaquim Pinto Mourão e de Maria Clara de Sousa, de Mogi das Cruzes. Neste Tit. adiante. Teve:

7-1 Joaquim Manoel

7-2 João Francisco

7-3 Anna

7-4 Felicidade

7-5 Maria Joanna

6-12 Felicidade Maria, batizada em 1796, casou em 1821 em Bragança com Antonio Joaquim Mourão, irmão de José Manoel do n.º 6-11 supra. Teve: 7-1 Maria das Dores Dantas, falecida em 1901 em S. Paulo, foi casada com Joaquim José de Moraes Dantas, capitalista em S. Paulo, irmão de Luiza Eugenia do n.º 7-1 de 6-7. Teve: 8-1 Ambrozina residente em Bragança foi casada com o major Manoel Jacintho de Moraes e Silva, falecido em 1902, f.º do tenente-coronel Jacintho Ozorio de Socio e Silva e de Anna Justina de Moraes. Tit. Dias.

8-2 Antonia casada com o capitão Joaquim Antonio da Silva. V. 1.º pág. 461.

8-3 Doutor em medicina Joaquim Antonio de Moraes Dantas, médico da higiene em S. Paulo casado 1.º com .... natural de Barra Mansa; 2.ª vez está casado com Augusta..., natural do Rio de Janeiro. Com geração da 2.ª.

Pág.24
8-4 Balbina Dantas casada com o tenente-coronel Bernardo Avelino de Carvalho Pinto f.º do dr. Joaquim Roberto de Carvalho Pinto e de Henriquetta Gavião. Com geração no V. 4.º, pág. 339.

8-5 Albino Olegário de Moraes Dantas, bacharel em direito, faleceu solteiro em Bragança.

7-2 Francisca, casada.

7-3 Anna

7-4 Maria Joanna

7-5 Joaquim Mourão

7-6 Manoel Joaquim Mourão casado em 1846 em Bragança com Gertrudes Emilia da Conceição f.ª de Mariano Pereira de Araujo.

7-7 Antonio Mourão

6-13 João Leme de Moraes, último f.º de 5-6, casou em 1844 em Bragança com Maria Francisca. 2-6 Anna Maria, última f.ª do § 2.º, tinha 5 anos em 1647.
§ 3.º

1-3 Paulo Moraes
 
 

§ 4.º

1-4 Paschoal de Moraes, f.º do Cap. 1.º, em 1644 irmão da companhia de Jesus com o nome de Antonio Ribeiro.
 
 

§ 5.º

1-5 Polycarpo de Moraes.
 
 

§ 6.º

1-6 Damião de Moraes, f.º natural do Cap. 1.º, foi casado com Joanna Ramalho, falecida em 1688 em Taubaté, f.ª de Francisco Ramalho falecido em 1618 (C. O. de S. Paulo). Teve:

2-1 Francisco casado e falecido no sertão.

2-2 Manoel já falecido em 1688.

2-3 Magdalena Fernandes casada em 1645 em S. Paulo com Francisco da Cunha f.º de Henrique da Cunha.

Pág.25
2-4 Paschoa Sobrinha era viúva.

2-5 Maria da Fonseca estava casada com Domingos de Macedo.
 
 

§ 7.º

1-7 Beatriz Rodrigues, f.ª natural, em 1644 já estava casada com André de tal.
 
 

Cap. 2.º

Balthazar de Moraes de Antas, o moço, foi casado com Ignez Rodrigues f.ª de Domingos Gonçalves e de Maria Rodrigues, por esta, neta de Garcia Rodrigues e de Izabel Velho. Tit. Garcias Velhos. Teve q. d.:

1-1 Manoel Rodrigues de Moraes § 1.º

1-2 Anna de Moraes § 2.º

1-3 Accenço de Moraes d'Antas § 3.º

1-4 Ignez Rodrigues de Moraes § 4.º

1-5 Izabel de Moraes § 5.º

1-6 Maria de Moraes § 6.º

1-7 Rufina de Moraes § 7.º

1-8.... § 8.º

1-9 Alvaro de Moraes Madureira § 9.º
 
 

§ 1.º

1-1 Sargento-mor Manoel Rodrigues de Moraes, falecido em 1695, foi casado com Francisca de Siqueira f.ª de João Baruel e de Marianna de Siqueira, n. p. de Henry Barewell, inglês, e de Francisca Alvares Martins, n. m. de Aleixo Jorge e de Maria Nunes de Siqueira. V. 1.º, pág. 7 e Tit. Jorges Velhos. Faleceu Francisca de Siqueira em 1691 em Jundiaí, e teve 11 f.ºs: (C. O. de Jundiaí):

2-1 Sargento-mor Antonio de Moraes Siqueira.

2-2 Anna de Moraes

2-3 Francisca de Siqueira Baruel

2-4 Marianna de Siqueira

2-5 Sargento-mor Manoel de Moraes e Siqueira

2-6 Padre João de Moraes Navarro

2-7 Thereza de Moraes

2-8 Anna Maria de Siqueira

2-9 Leonor de Siqueira

2-10 Maria de Moraes e Siqueira

2-11 Ignez de Moraes

Pág.26
2-1 Sargento-mor Antonio de Moraes e Siqueira foi pessoa de estimação e autoridade em Jundiaí onde faleceu em 1737, tendo sido 1.º casado com Anna Ribeiro de Faria f.ª do capitão Paschoal Ribeiro de Faria e de Antonio de Paiva, V. 4.º, pág. 314; 2.ª vez foi casado com Maria Leme de Brito f.ª de José Martins Cesar e de Anna Leme de Brito. V. 6.º, pág.554. Teve (C. O. de Jundiaí).

Da 1.ª mulher 2 f.ºs:

3-1 Antonia de Moraes Siqueira que foi 1.º casada com o sargento-mor Sebastião Fernandes Machado e 2.ª vez com Clemente da Costa Marques, natural de Portugal em 1769. Sem geração deste, porém teve: (C. O. de S. Paulo).

Do 1.º marido o f.º único:

4-1 Alferes Antonio Machado Ribeiro que casou em 1794 em Jundiaí com Maria Barbosa f.ª do capitão Francisco Barreto Leme do Prado, o fundador de Campinas, e de Rosa Maria de Gusmão, V. 3.º, pág. 13. 3-2 Francisca de Siqueira de Moraes, f.ª de 2-1, foi 1.º casada em 1730 com o sargento-mor Antonio da Silva Prado, natural de Portugal, viúvo de Filippa do Prado; 2.ª vez casou em 1738 com João de Siqueira Alvarenga f.º de outro de igual nome, que faleceu com 100 anos em Atibaia, e de Ignez Sanches Domingues de Faria, de Sorocaba. V. 5.º, pág. 345. Foi Francisca de Siqueira inventariada em 1771 em Jundiaí, e teve:

Do 1.º marido 6 f.ºs:

4-1 Anna Silva Prado casada com João Monteiro das Neves, teve q. d.: 5-1 Antonia da Silva Prado casada em 1767 com Boaventura de Camargo Pimentel f.º de João Pereira de Camargo e de Izabel Bueno de Moraes (C. Ec. de S. Paulo), V. 1.º, pág. 370, onde deve se corrigir a filiação de Antonia da Silva Prado, ali errada. 4-2 Rita da Silva Prado, f.ª de 3-2 supra, casou em 1745 com Salvador de Oliveira Leme f.º de Pedro de Oliveira Cordeiro e de Maria da Estrella; faleceu em 1805 com testamento em Jundiaí. Tit. Cordeiros Paivas.
Pág.27
4-3 Maria da Silva casou em 1750 (C. Ec. de S. Paulo) com Thomé Nunes Paes f.º de outro de igual nome e de Violante Cardoso, de Taubaté. V. 5.º, pág. 137 onde foi omitido este casamento.

4-4 Ignacia da Silva e Moraes casada com o alferes Manoel do Nascimento de Jesus, e faleceu em 1773 em Jundiaí. Sem geração.

4-5 Capitão Raymundo da Silva Prado, f.º de 3-2 e 1.º marido, natural de Parnaíba, casou em 1763 em S. Paulo com Antonia Leme Ferreira f.ª do capitão-mor José Dias Ferreira e de Maria Leme do Prado. V. 2.º, pág. 235. Faleceu com testamento em 1808 em Jundiaí e teve 7 f.ºs:

5-1 Francisca casada com o capitão Francisco Correa Pupo.

5-2 Raymundo da Silva Prado, que foi tabelião em Jundiaí, solteiro.

5-3 José Pedro casado em Cuiabá.

5-4 Antonio Joaquim, solteiro.

5-5 Maria casada com o alferes José Manoel Tavares.

5-6 Joaquim casado em Cuiabá.

5-7 Senhorinha casada com Francisco José.

4-6 Capitão-mor Martinho da Silva Prado, f.º de 3-2 e 1.º marido, faleceu em 1770 em Jundiaí, e foi casado com Maria Leme Ferreira, falecida nessa mesma vila em 1805, f.ª do capitão-mor José Dias Ferreira e de Maria Leme do Prado. V. 2.º, pág. 235. Teve (C. O. de Jundiaí) 8 f.ºs: 5-1 Capitão Antonio da Silva Prado

5-2 Alferes José Luciano do Prado

5-3 Maria Francisca

5-4 Anna Joaquina da Silva Prado

5-5 Joaquim da Silva Prado

5-6 Emilia Flavia da Silva Prado

5-7 Martinho da Silva Prado

5-8 Capitão Eleuterio da Silva Prado.
 
 

5-1 Capitão Antonio da Silva Prado, f.º de 4-6, casou em 1786 em S. Paulo com Anna Vicencia Rodrigues de Almeida, de quem foi 1.º marido, f.ª do tenente Manoel Rodrigues Jordão e de Anna Eufrosina da Cunha, V. 1.º; pág. 212; faleceu em 1793 e teve 3 f.ºs:
Pág.28
6-1 Antonio da Silva Prado, capitão-mor de S. Paulo, cavaleiro da ordem de Cristo, barão de Iguape em 1848 pelos relevantes serviços que prestou à causa pública.

6-2 Francisco da Silva Prado casou com Maria Benedicta Pacheco Jordão f.ª do tenente Elias Antonio Pacheco e de Antonia Fausta Rodrigues Jordão, V. 4.º, pág. 474. Teve:

7-1 Antonio Alberto da Silva Prado, falecido, foi casado com Amelia de Andrade e teve: 8-1 Maria das Dores Prado casada com Alvaro de Macedo Guimarães, bacharel em direito, advogado em S. Paulo, f.º do conselheiro desembargador doutor José Ignacio Gomes Guimarães, natural da Bahia, e de Amelia de Macedo Guimarães; por esta, neto do brigadeiro Francisco de Paula Macedo, natural de Portugal, e de Francisca Amalia de Araujo Azambuja. Com filhos menores. 7-2 José da Silva Prado, é viúvo de Antonia Fausta Pacheco Jordão f.ª de Francisco de Assis Pacheco e de Anna Gertrudes de Almeida Mello. V. 4.º, pág.472. Teve: 8-1 Anna, solteira em 1905.

8-2 Maria Antonietta casada com o dr. .... Lobo.

8-3 Albertina, solteira em 1905.

7-3 Gabriella Prado

7-4 Maria Brasilica foi 1.º casada com seu primo Francisco Pereira Mendes, viúvo de Maria Emilia, V. 1.º, pág. 210; 2.ª vez casou com o capitão José Manoel da Fonseca Leite, viúvo de Thereza de Almeida Prado. V. 3.º, pág. 96. Sem geração.

7-5 Antonia, solteira.

7-6 Elisa, 2.ª mulher de Verissimo da Silva Prado.

7-7 Leovegildo Prado casado com Lydia f.ª de Verissimo da Silva Prado e 1.ª mulher.

7-8 Elias.

7-9 Francisca da Silva Prado, já , foi casada com doutor Joaquim Carneiro Bastos. Sem geração.

7-10 Anna Vicencia que foi a 1.ª mulher de Verissimo da Silva Prado.

Pág.29
6-3 Anna Brandina, f.ª de 5-1, foi a 1.ª mulher do senador José Manoel da Fonseca f.º de Antonio Pacheco da Fonseca e de Gertrudes Maria de Camargo. V. 1.º, pág. 213. Sem geração. 5-2 Alferes José Luciano do Prado, f.º do capitão-mor Martinho n.º 4-6, faleceu sem geração.

5-3 Maria Francisca foi casada com o tenente Antonio José Barbosa, era já falecida em 1805 e teve f.º único:

6-1 Padre José Antonio Barbosa, que foi vigário de Santos. 5-4 Anna Joaquina da Silva Prado foi 1.º casada em 1775 com o ajudante (depois capitão-mor) José de Moraes Leme, seu parente, f.º do sargento-mor Antonio de Moraes Pedroso e de Leonor Leme da Costa n.º 3-4 adiante; 2.ª vez casou com o guarda-mor Antonio de Queiroz Telles, natural de Portugal; 3.ª vez casou com Luiz José Pereira Queiroz, natural de Portugal, sobrinho do guarda-mor Antonio de Queiroz, seu antecessor. Teve naturais de Jundiaí: 6-1 Sargento-mor Joaquim José de Moraes que casou em 1795 em S. Paulo com Escholastica Jacintha Rodrigues Jordão f.ª do tenente Manoel Rodrigues Jordão e de Anna Eufrosina da Cunha. V. 1.º, pág. 212. Teve 3 f.ºs: 7-1 Anna Leduina de Moraes Jordão casada com seu tio o sargento-mor Antonio de Queiroz Telles, barão de Jundiaí n.º 6-2 adiante.

7-2 Escholastica Saturnina de Moraes Jordão casou com seu tio o capitão José Pereira de Queiroz n.º 6-3 adiante.

7-3 Maria Januaria de Moraes Queiroz, já , foi casada com seu primo e sobrinho o coronel Joaquim Benedicto de Queiroz Telles, barão de Japy, f.º de 6-2 adiante.

Do 2.º marido, guarda-mór Antonio de Queiroz Telles, teve: 6-2 Sargento-mor Antonio de Queiroz Telles, nascido em 1789 em Jundiaí, foi um prestigioso cidadão em sua terra natal onde ocupou os cargos de eleição popular, tais como o de juiz de paz, vereador e deputado à assembléia provincial; e também os de nomeação do governo: o de juiz municipal e delegado de polícia. Foi sucessivamente cavaleiro, oficial e comendador da ordem da Rosa, e finalmente agraciado com o título de barão de Jundiaí. Foi casado com Anna Leduina de Moraes Jordão, sua sobrinha, f.ª de 6-1 retro; faleceu em 1870 em Campinas, e teve os seguintes f.ºs:
Pág.30
7-1 Antonio de Queiroz Telles, falecido na infância

7-2 Antonio de Queiroz Telles, falecido na infância

7-3 Tenente-coronel Joaquim Benedicto de Queiroz Telles, já , foi prestigioso cidadão em Jundiaí onde teve sua fazenda de cultura de café; foi agraciado com o título de barão de Japy, e casou em 1839 em Jundiaí com sua tia materna Maria Januaria de Moraes Queiroz n.º 7-3 de 6-1 retro. Teve:

8-1 Joaquim Benedicto de Queiroz Telles, falecido solteiro.

8-2 Escholastica de Queiroz Guimarães casada com o tenente-coronel Adolpho Carlos Guimarães. Teve (por informações):

9-1 Rita de Queiroz Guimarães, 2.ª mulher do coronel Oscar Leite de Barros. V. 1.º pág. 476, ali a geração.

9-2 Joaquim Benedicto de Queiroz Guimarães casado com Lucilia de Queiroz Guimarães f.ª de Antonio Carlos Pereira de Queiroz. Teve:

10-1 Antonio Pereira Guimarães

10-2 Lucia

10-3 Vasco

10-4 Zelia

10-5 Adolpho

10-6 Maria do Carmo

9-3 Major Arthur de Queiroz Guimarães casado com Marietta de Queiroz f.ª de Luiz José Pereira Queiroz n.º 7-13 de 6-3 adiante.

9-4 Carlos Guimarães de Queiroz

9-5 Alfredo de Queiroz Guimarães

9-6 José de Queiroz Guimarães

9-7 Dr. Olavo de Queiroz Guimarães

9-8 Alice de Queiroz Guimarães

9-9 Alzina de Queiroz Guimarães

9-10 Maria de Queiroz Guimarães

Pág.31
8-3 Dr. Antonio de Queiroz Telles, fez seus estudos nos Estados Unidos, e dedicou-se com sucesso no Brasil à industria, sendo o fundador de uma importante fábrica de tecidos de algodão em Jundiaí; está casado com Anna Emilia da Fonseca f.ª do tenente coronel Antonio Leme da Fonseca e de sua 1.ª mulher Emilia do Prado Fonseca. V. 1.º, pág. 213. Sem geração. 7-4 Anna Joaquina do Prado Fonseca 2.ª baronesa de Jundiaí, foi a 2.ª mulher do senador dr. José Manoel da Fonseca f.º de Antonio da Fonseca e de Gertrudes Maria de Camargo. Com geração no V. 1.º, pág. 213.

7-5 Maria Eufrozina de Queiroz Guimarães, f.ª de 6-2, foi casada com o coronel Antonio Joaquim Pereira Guimarães, e teve:

8-1 Antonio Joaquim Pereira Guimarães (coronel) casado com Christiana Coelho Guimarães, e teve: 9-1 Antonio Joaquim Pereira Guimarães.

9-2 Marietta Guimarães.

9-3 Escholastica Guimarães.

9-4 Manoel Guimarães.

9-5 José Joaquim Guimarães.

9-6 Maria Eufrozina Guimarães.

8-2 Joaquim de Queiroz Guimarães casou com Maria Henriquetta dos Santos, e teve: 9-1 Augusto dos Santos Guimarães.

9-2 Judith Guimarães Moraes casada com Camillo Antonio de Moraes, V. 2.º, pág. 91. Teve:

10-1 Aracy.

10-2 Armando.

9-3 Lavinia dos Santos Guimarães.
8-3 Manoel de Queiroz Guimarães.

8-4 José de Queiroz Guimarães.

8-5 Carlos de Queiroz Guimarães casou com Florisbella Franco Guimarães, e teve:

9-1 Antonio Carlos Guimarães.

9-2 Ranulpho Carlos Guimarães.

9-3 Oscarlina Guimarães.

9-4 Zulmira Guimarães.

Pág.32
9-5 Renato Guimarães.

9-6 Maria Guimarães.

9-7 Joaquim Guimarães.

9-8 Mario Guimarães.

9-9 Zenaida Guimarães.

9-10 Nestor Guimarães.

8-6 Dr. Julio Cesar de Queiroz Guimarães casou com Maria Guimarães. Sem geração.

8-7 Anna Guimarães Azevedo casou com o major David de Azevedo, e teve:

9-1 Escholastica Guimarães de Azevedo.

9-2 José Annibal Guimarães de Azevedo.

9-3 Bertha Guimarães de Azevedo.

9-4 Branca Guimarães de Azevedo.

8-8 Maria de Queiroz Guimarães.

8-9 Escholastica de Queiroz Barros, última f.ª de 7-5, casou com o coronel Oscar Leite de Barros V. 3.º, pág. 476. Teve:

9-1 Dulce de Barros Queiroz casada com José Pereira de Queiroz f.º de Luiz José Pereira de Queiroz n.º 7-13 de 6-3 adiante.

9-2 Jorge Leite de Barros.

9-3 Oscar Leite de Barros Junior

7-6 Escholastica Jacintha de Queiroz Ferreira, f.ª de 6-2, foi casada com o ajudante Francisco Benedito Ferreira, comendador da ordem da Rosa, f.º do capitão-mor de Jundiaí José Vicente Ferreira e Maria Joaquina. Com geração adiante.

7-7 Antonia Leopoldina de Queiroz (solteira).

7-8 Coronel Manoel de Queiroz Telles, f.º de 6-2, já falecido, foi casado com Etelvina da Silva Prado, e teve:

8-1 Carlos de Queiroz Telles.

8-2 Dr. Arthur Prado de Queiroz Telles está casado com Constança Netto, e teve:

9-1 Jandyra.

9-2 Ariosvaldo.

9-3 Olga.

8-3 Antonio Prado de Queiroz Telles está casado com Magdalena de Queiroz. Sem geração.
Pág.33
8-4 Umbelina Prado de Queiroz Telles.

8-5 Olavo Prado de Queiroz Telles.

8-6 Dr. Ederaldo Prado de Queiroz Telles.

8-7 Anna Leduina Prado de Queiroz.

7-9 Tenente coronel José de Queiroz Telles, falecido, foi casado com Angelina Petronilha da Cruz Queiroz viúva de José Pereira de Queiroz. Sem geração.

7-10 Dr. Antonio de Queiroz Telles, formado em direito, foi um prestigioso cidadão, influência política no partido conservador no regime passado, pelo que ocupou o cargo de presidente da província de S. Paulo. A seus esforços, principalmente, se deve a construção da estrada de ferro da Companhia Mogiana, de que foi por muitos anos diretor; por seus serviços à causa publica recebeu do governo imperial o título de conde de Parnaíba; foi casado com Rita Mbcy Tebiriçá de Queiroz Telles, condessa de Parnaíba, falecida em 1901, f.ª de João Tebiriçá Piratininga e de Maria Antonia de Camargo. V. 5.º pág. 42. Faleceu em Campinas vitimado pela febre amarela que tinha contraído no Rio de Janeiro, e teve:

8-1 Dr. Antonio de Queiroz Telles casado com Evangelina da Fonseca Queiroz f.ª do Dr. Francisco Emygdio da Fonseca Pacheco e de Anna de Almeida Prado. V. 3.º pág. 101. Teve: 9-1 Antonio de Queiroz Telles Junior.

9-2 Francisco Emygdio da Fonseca Netto.

9-3 Maria da Fonseca.

9-4 Carlos da Fonseca Queiroz.

9-5 Evangelina da Fonseca Queiroz.

8-2 Anna de Queiroz Tebiriçá casada com seu primo o dr. Jorge Tebiriçá f.º de João Tebiriçá Piratininga (o moço). Com geração no V. 5.º pág. 43.

8-3 Jessia de Queiroz Moraes casada com Candido de Moraes Bueno, sem geração.

8-4 Joanna de Queiroz Moraes casada com Urbano de Moraes Bueno, tem:

9-1 Urbano de Moraes Junior.
Pág.34
9-2 Rita de Moraes.

9-3 Olga de Moraes.

9-4 Candido de Moraes.

8-5 João Tebiriçá Telles.

8-6 Hercilia de Queiroz Moraes casada com Carlos de Moraes Bueno. Tem:

9-1 Antonia de Moraes.

9-2 Sylvia.

9-3 Carmen.

8-7 Zenaide de Queiroz Brodowski, viúva do dr. Alexandre Brodoswski, engenheiro civil, que foi distinto lente na Escola Politécnica de S. Paulo. Sem geração.

8-8 Salvio de Queiroz Telles.

8-9 Adalberto de Queiroz Telles.

8-10 Celina

8-11 Maria de Queiroz Telles, solteira.

7-11 Major Salvador Augusto de Queiroz Telles f.º de 6-2, reside em S. Paulo e foi 1.º casado com Marianna de Almeida Prado f.ª do capitão Francisco de Paula Ferraz de Sampaio e de Izabel de Almeida Prado. V. 4.º pág. 99; 2.ª vez casou com Josephina Eugenia Cavalheiros. Sem geração desta; porém teve:

Da 1.ª 3 f.ºs:

8-1 Francisco Prado de Queiroz Telles, falecido.

8-2 Antonio de Almeida Queiroz Telles, solteiro.

8-3 Jesuina Prado Monteiro casada com o comendador José Evaristo Monteiro f.º do visconde e da viscondessa de Mossoró. Tit. Dias. Sem geração.

7-2 Tenente Francisco Antonio de Queiroz Telles casou com Gertrudes Angelina Pereira de Queiroz f.ª do capitão José Pereira de Queiroz e de Escholastica Saturnina; da pág. 35. Teve: 8-1 Escholastica.

8-2 José Francisco.

8-3 Anna de Queiroz Telles.

8-4 Maria Angelica.

8-5 Braulia.

8-6 João.

Pág.35
7-13 Coronel Luiz de Queiroz Telles, último f.º de 6-2, casou com Amanda de Barros f.ª do capitão Manoel Leite de Barros e de Candida da Rocha Ferraz. V. 3.º pág. 476. Teve: 8-1 Dr. José de Queiroz Telles.

8-2 Anna de Queiroz Telles.

8-3 Candida de Queiroz Telles.

8-4 Luiza de Queiroz Telles.

8-5 Luiz de Queiroz Telles.

8-6 Antonio de Queiroz Telles.

8-7 Maria de Queiroz Telles.

8-8 Elizeu de Queiroz Telles.

8-9 Doutor Raul de Queiroz Telles.

8-10 Izaura de Queiroz Barros casada com Ladislau Leite de Barros f.º do capitão Antonio Leite de Barros e de Maria da Rocha. Com geração no V. 3.º pág. 476.

8-11 Joanna de Queiroz Telles.

8-12 Manoel de Queiroz Telles.

8-13 Armando de Queiroz Telles.

8-14 Noemia de Queiroz Telles.

8-15 Evelina de Queiroz Telles.

8-16 Leonor de Queiroz Telles.

Do 2.º marido teve Anna Joaquina da Silva Prado n.º 5-4 o f.º único: 6-3 Capitão José Pereira de Queiroz que casou com sua sobrinha Escholastica Saturnina de Moraes Jordão n.º 7-2 de 6-1 retro. Teve os 13 f.ºs: 7-1 Maria Luiza de Queiroz casada com o tenente-coronel José Egydio de Sousa Aranha, já falecido, f.º do coronel Francisco Egydio de Souza Aranha e de Maria Luzia Aranha. Com geração no V. 1.º pág. 166.

7-2 Tenente-coronel Manoel Elpidio Pereira de Queiroz casado com Michelina de Salles Queiroz f.ª de Antonio de Campos Salles e de sua 1.ª mulher Antonia Eufrozina do Amaral. Tit. Macieis. Teve 5 f.ºs:

8-1 Antonio Pereira de Queiroz, bacharel em direito, coletor das rendas estaduais em S. Paulo, casado com Michelina Barbosa Pereira de Queiroz f.ª de Benedicto Augusto Vieira Barbosa, falecido em 1901, e de Carolina Martins Barbosa. V. 4.º pág. 287. Tem:
Pág.36
9-1 Arnaldo Pereira de Queiroz

9-2 Carmen Pereira de Queiroz

9-3 Oscar Pereira de Queiroz

9-4 Dulce Pereira de Queiroz

9-5 Sarah Pereira de Queiroz

9-6 Sylvia Pereira de Queiroz

9-7 Maria Carolina Barbosa Pereira de Queiroz.

8-2 Escholastica de Salles de Queiroz Aranha casada com Urbano de Sousa Aranha, engenheiro civil pela universidade de Bruxelas, f.º do comendador Manoel Carlos Aranha, barão de Anhumas, e de sua 1.ª mulher Anna Theresa de Sousa Aranha - baronesa do mesmo título. Com f.ºs menores.

8-3 José Pereira de Queiroz, bacharel em direito, casado com Maria Vicentina de Azevedo e de Angelina Moreira de Azevedo. Com geração.

8-4 Elpidio Pereira de Queiroz casado com Herminia Tavares de Queiroz f.ª de Rubens Tavares, do Rio de Janeiro. Reside em Nápoles.

8-5 Maria Luiza Pereira de Queiroz, solteira.

7-3 Anna Joaquina do Prado Aranha, f.ª de 6-3 supra, foi casada com Pedro Egydio de Sousa Aranha, já falecido, irmão do tenente-coronel José Egydio do n.º 7-1 supra. Com geração no V. 1.º pág. 168.

7-4 Escholastica de Queiroz Lacerda, já falecida, foi casada com João Baptista de Lacerda f.º de Ignacio Correa de Lacerda e da 1.ª mulher Maria Francisca. Teve 2 f.ºs:

8-1 José de Queiroz Lacerda, gerente do Banco do Comércio e Indústria de S. Paulo, casado com Ignez de Queiroz Lacerda, sua prima irmã, em 1903 em S. Paulo, f.ª de 7-3 supra. Com 10 f.ºs: 9-1 Maria Emilia de Aranha Lacerda

9-2 Pedro Aranha Lacerda

9-3 Anna de Aranha Lacerda

Pág.37
9-4 Maria José de Aranha Lacerda

9-5 Luiz Felippe de Aranha Lacerda

9-6 Maria Benedicta de Aranha Lacerda

9-7 Maria Luzia de Aranha Lacerda

9-8 Maria da Apparecida de Aranha Lacerda

9-9 José de Queiroz Lacerda Filho

9-10 Maria da Conceição Aranha Lacerda

8-2 Doutor Ignacio de Queiroz Lacerda f.º de 7-4 retro, formado em direito, proprietário do cartório de órfãos de Campinas em 1900, está casado com Mathilde Pompeu de Lacerda f.ª de Antonio Pompeu de Camargo e de sua 1.ª mulher Antonia Amalia Pompeu já falecidos. V. 1.º pág. 257. Com f.ºs menores.
7-5 Antonia Pereira de Queiroz foi a 2.ª mulher do tenente-coronel José Egydio de Sousa Aranha, viúvo de Maria Luiza n.º 7-1 supra. Com f.ª única no V. 1.º pág. 167.

7-6 Francisca Emilia de Queiroz Aranha, f.ª de 6-3 supra, solteira em 1900.

7-7 Brandina de Queiroz Aranha casou com o comendador Manoel Carlos Aranha, barão de Anhumas, viúvo de Anna Theresa de Sousa Aranha, V. 1.º pág. 169. Teve os 3 f.ºs:

8-1 Doutor José de Queiroz Aranha, formado em direito casado com sua prima Maria Egydia de Queiroz Aranha f.ª do tenente-coronel José Egydio e 2.ª mulher Antonia Pereira de Queiroz n.º 7-5 supra. Com geração.

8-2 Luiz de Queiroz Aranha foi casado com Marina do Prado Aranha, falecida em 1896 em S. Paulo, f.ª do conselheiro doutor Antonio da Silva Prado e de Maria Catharina do Prado, já falecida. Com geração.

8-3 Anna de Queiroz Aranha está casada com José Estanisláo de Arruda Botelho, bacharel em direito, f.º do coronel Antonio Carlos de Arruda Botelho, falecido, e de Anna Carolina de Oliveira, conde e condessa do Pinhal. V. 4.º pág. 143. Com geração.

7-8 José Pereira de Queiroz, falecido, foi casado com Angelina Petronilha da Cruz Queiroz. Teve f.º único:
Pág.38
8-1 Doutor José Augusto Pereira de Queiroz formado em direito, que foi delegado de polícia em S. Paulo, é advogado e está casado com Maria Flora de Andrada Queiroz f.ª do conselheiro doutor Martim Francisco Ribeiro de Andrada, já falecido, e de Anna Bemvinda Bueno de Andrada. V. 1.º pág. 458. Com geração. 7-9 Braulia de Queiroz Sousa, falecida, foi casada com Francisco de Paula Sousa Campos f.º do capitão José de Sousa Campos e de Michelina Dulce do Amaral. Com geração no V. 1.º pág. 162.

7-10 Marcolina Pereira de Queiroz, solteira.

7-11 Gertrudes Angelina Pereira de Queiroz casada com seu primo irmão o tenente Francisco Antonio de Queiroz Telles f.º de 6-2 de pág. 34.

7-12 Antonio Carlos Pereira de Queiroz, foi casado com Luiza Eufrozina f.ª do coronel José Egydio de Souza Aranha e de sua 1.ª mulher Maria Luiza n.º 7-1. V. 1.º pág. 166. Teve:

8-1 Maria Luiza de Queiroz Aranha casada com o major Antonio de Sousa Mello f.º de Antonio de Souza Mello e de Carolina Leopoldina Aranha. V. 1.º 377. Com geração.

8-2 Lucilia de Queiroz Guimarães casada com Joaquim Benedicto de Queiroz Guimarães seu primo, f.º do coronel Adolpho Carlos Guimarães à pág. 30. Com geração.

8-3 Clarice de Queiroz Guimarães casada com o doutor Remigio Guimarães, médico.

8-4 Carmen Pereira de Queiroz, solteira.

7-13 Luiz José Pereira de Queiroz último f.º de 6-3, casado com Francisca Coelho de Queiroz f.ª de Joaquim José Coelho e de Francisca Rosa Coelho, naturais da Cotia. Tem: 8-1 José Pereira de Queiroz casado com Dulce de Barros Queiroz f.ª do coronel Oscar Leite de Barros e de Escholastica de Queiroz da pág. 32.

8-2 Escholastica de Queiroz Damy casada com Luiz Damy, irmão de José Damy.

Pág.39
8-3 Marietta de Queiroz Guimarães casada com Arthur de Queiroz Guimarães f.º do coronel Adolpho Carlos Guimarães e de Escholastica de Queiroz de pág. 30.

8-4 Paulo Pereira de Queiroz.

8-5 Lourival e outros menores em 1899.

5-5 Joaquim da Silva Prado, f.º do capitão-mor Martinho da Silva Prado, faleceu solteiro em 1796 em Jundiaí deixando 5 f.ºs naturais.

5-6 Emilia Flavia da Silva Prado faleceu sem descendência.

5-7 Martinho da Silva Prado, em 1849, último f.º de 4-6, casou em 1800 em S. Paulo com Anna Vicencia Rodrigues de Almeida, viúva do capitão Antonio da Silva Prado n.º 5-1 da pág. 27 e teve 6 f.ºs:

6-1 Capitão Joaquim da Silva Prado casou com Francisca da Silva f.ª do barão e baronesa de Antonina. Teve 2 f.ºs: 7-1 Doutor Eleuterio da Silva Prado, formado em direito, em 1905 em S. Paulo, solteiro.

7-2 Anna Francisca da Silva Monteiro de Barros casou com o doutor Rodrigo Antonio Monteiro de Barros, seu primo, f.º de 6-6 adiante.

6-2 Eleuterio da Silva Prado foi solteiro.

6-3 Alferes Manoel da Silva Prado casou com Umbelina da Costa Guimarães. Teve:

7-1 Carolina Prado viúva de seu primo o doutor Eduardo da Silva Prado n.º 7-6 de 6-5 adiante. Sem geração. 6-4 José da Silva Prado faleceu solteiro.

6-5 Doutor Martinho da Silva Prado, formado em direito, já falecido, opulento fazendeiro com culturas de café e proprietário em S. Paulo, foi casado com sua sobrinha Veridiana Valeria da Silva Prado, que ainda vive nesse ano de 1905, cheia de virtudes, distribuindo valiosas esmolas à pobreza e importantes donativos às instituições pias de S. Paulo. Teve os seguintes f.ºs:

7-1 Conselheiro doutor Antonio da Silva Prado proprietário de importante fazenda de café no estado de S. Paulo, foi chefe do partido conservador da província de S. Paulo até a queda da monarquia; ocupou os mais altos cargos da política, tais como o de ministro de estado, o de deputado e senador do império, e tem ocupado nestes últimos anos, com aplauso geral, o cargo de prefeito da municipalidade de S. Paulo; foi casado com Maria Catharina da Costa Pinto, falecida em 1899 em S. Paulo, f.ª do conselheiro doutor Antonio da Costa Pinto e Silva e de sua 1.ª mulher Maria de Nazareth de Sousa Queiroz. Teve:
Pág.40
8-1 Paulo Prado, bacharel em direito, solteiro em 1905.

8-2 Maria de Nazareth Prado casada com Oduvaldo Pacheco e Silva, bacharel em direito, f.º do dr. Francisco Eugenio Pacheco e Silva e de Maria Carolina de Sousa. V. 4.º pág. 471. Com f.ºs menores.

8-3 Marina da Silva Prado falecida em 1896, foi casada com Luiz de Queiroz Aranha, f.º do barão e baronesa de Anhumas, da pág. 37 deste. Com geração.

8-4 Antonio da Silva Prado casou-se em 1901 com Eglantina Penteado, f.ª de Antonio Alvares Leite Penteado e de Anna Franco da Lacerda. V. 3.º pág. 429. Tem em 1904:

9-1 Maria Helena. 8-5 Herminia Prado casada com Carlos Augusto Monteiro de Barros f.º de Antonio Augusto Monteiro de Barros n.º 7-2 de 6-6 adiante.

8-6 Antonietta da Silva Prado está casada com o dr. Affonso Arinos, natural de Minas Gerais.

8-7 Luiz da Silva Prado.

8-8 Sylvio da Silva Prado, menor em 1901.

7-2 Dr. Martinho da Silva Prado, fazendeiro com grande cultura de café no Oeste de S. Paulo, está casado com Albertina Pinto Prado, f.ª do alferes Antonio José Pinto e de sua 2.ª mulher Francisca Emilia de Moraes. V. 4.º pág. 459. Tem os seguintes f.ºs: 8-1 Lavinia Prado casada com o dr. Alberto de Araujo Oliveira.

8-2 Cornelia Prado casada com o dr. Joaquim Mendonça.

8-3 Maria Evangelina casada com o dr. Francisco de Mendonça Uchoa, engenheiro.

Pág.41
8-4 Corina Prado solteira.

8-5 Julita Prado casada com Antonio Manoel Alves Lima, f.º de Octaviano Alves Lima. V. 6.º pág. 160.

8-6 Dr. Plinio da Silva Prado, formado em direito, casado com sua prima irmã Lucilia, f.ª do dr. Elias Antonio Pacheco Chaves e de Anezia da Silva Prado n.º 7-4 adiante.

8-7 Caio da Silva Prado casado com Antonietta Alvares Penteado f.ª de Antonio Alvares Leite Penteado e de Anna Franco de Lacerda. V. 3.º pág. 429. Tem em 1904:

9-1 Eduardo.

9-2 Anna Yolanda.

8-8 Martinho Prado Netto noivo de Estella Penteado em 1905.

8-9 Clelia Prado casada com José Antonio Teixeira Salgado.

8-10 Cassio Prado, menor em 1900.

8-11 Fabio Prado, menor em 1900.

8-12 Cicero Prado, menor em 1900.

7-3 Anna Vicencia Prado Pereira Pinto, condessa Pereira Pinto pela Sta. Sé, reside em Paris e foi casada com Antonio Pereira Pinto, bacharel em direito, já falecido, f.º do comendador Antonio Pereira Pinto e de Maria da Gloria Gavião. V. 4.º pág. 263. Com 4 f.ºs: 8-1 Margarida, solteira em 1900.

8-2 Alice , solteira em 1900.

8-3 Anna, solteira em 1900.

8-4 Adelina, solteira em 1900.

7-4 Anezia da Silva Prado casou-se com o dr. Elias Antonio Pacheco Chaves f.º de Miguel de Chaves, de Santos, e de Antonia Fausta Rodrigues Chaves. Com geração no v. 4.º pág. 474.

7-5 Dr. Antonio Caio da Silva Prado, talento robusto, fez seus primeiros estudos na Europa e, voltando ao Brasil, bacharelou-se em direito em 1879 e doutorou-se defendendo teses em 1880. Dedicou-se com brilhantismo ao jornalismo, chegando a ser o redator chefe do Correio Paulistano. Nomeado Presidente da província do Ceará ali faleceu de febre amarela em 1889. Foi casado com Maria Sophia Rudge f.ª de João Manuel Rudge e de Maria Rudge, naturais de S. Paulo. Deixou duas f.ªs:

8-1 Maria Sophia da Silva Prado noiva de Raul Pacheco Chaves em 1905, f.º de 7-4 retro.

8-2 Anna Abiah da Silva Prado, solteira em 1905.

7-6 Dr. Eduardo Prado, formado em direito, talento robusto, espírito bem orientado por uma sã educação moral recebida no seminário episcopal de S. Paulo na sua juventude, adquiriu pelo estudo e pelas suas viagens em diversos países do mundo um grande cabedal de conhecimentos que mostrou em diversas obras que deixou publicadas. Foi redator chefe do "Commercio de S. Paulo" pugnando até sua morte, em 1901, pelas idéias monarquistas de que era leal e convicto partidário. Foi casado com sua prima Carolina Prado, f.ª do alferes Manoel da Silva Prado e de Umbelina da Costa Guimarães. Sem geração.
6-6 Maria Marcolina Prado Monteiro de Barros, f.ª do n.º 5-8, foi casada com o desembargador dr. Rodrigo Antonio Monteiro de Barros, natural de Minas Gerais, formado em Coimbra, f.º do dr. Lucas Antonio Monteiro de Barros e de Maria Thereza Joaquina de Sauvan, visconde e viscondessa de Congonhas do Campo, Minas Gerais; n. p. de Manoel José Monteiro de Barros, natural de Barcellos, e de Maria Eufrazia da Cunha Mattos, n. m. do dr. Manoel Monteiro de Barros, médico da câmara da rainha, e de Maria Joaquina de Sauvan, por esta, bisneto de André de Sauvan, de origem francesa, que viveu em tempos de el-rei dom José I em Portugal.(1)
____________________

(1) O desembargador dr. Lucas Antonio Monteiro de Barros (o visconde) nasceu em Congonhas a 18 de Outubro de 1765, fez seu curso jurídico em Coimbra e veio ao Brasil; voltou a Portugal e lá casou com sua prima Maria Theresa Joaquina Sauvan mencionada no texto; exerceu o cargo de juiz de fo0ra nas Ilhas, foi desembargador da relação da Bahia, ouvidor da comarca de Ouro Preto de onde foi removido para o Rio de Janeiro em 1812 como intendente douro;

Pág.43
Veio o dr. Rodrigo a S. Paulo em 1827 e foi eleito deputado a assembléia geral na 2.ª, 3.ª, 4.ª e 5.ª legislaturas pela província de S. Paulo, desembargador da relação de Pernambuco em 1842: era fidalgo da casa imperial, condecorado com a comenda da ordem de Cristo, e faleceu em 1844 em S. Paulo. Teve: 7-1 Dr. Rodrigo Antonio Monteiro de Barros já , que casou com sua prima Anna Francisca da Silva Monteiro de Barros f.ª do capitão Joaquim da Silva Prado n.º 6-1 retro; foi fazendeiro com cultura de café na estação da Rocinha. Teve 10 f.ºs: 8-1 Maria Marcolina Monteiro da Silva residente em S. Paulo, viúva do dr. Alfredo Claudio da Silva. Tem 2 f.ºs: 9-1 Rodrigo Claudio, engenheiro.

9-2 Alfredo Claudio, estudante de direito em 1904.

8-2 Anna Monteiro de Barros casada com o dr. Francisco Julio Conceição, engenheiro civil e fazendeiro no Rio das Pedras, f.º dos barões de Serra Negra. V. 5.º pág. 428.

8-3 Elisa Monteiro de Barros casada com o dr. Francisco de Almeida Cavalcante, médico, natural de Maranhão. Sem geração.

____________________

foi desembargador do paço, teve o foro de fidalgo cavaleiro em 1821, foi senador do império em 1826; 1.º presidente do supremo tribunal de justiça, presidente da província de S. Paulo, 1.º barão de Congonhas em 1825, 1.º visconde do mesmo título em 1826; teve honras de grandeza em 1841, e era comendador da ordem de Cristo e oficial da ordem do Cruzeiro. Dos viscondes de Congonhas procederam 7 filhos:

1.º Antonio Augusto Monteiro de Barros que foi senador pela província de Minas Gerais, moço fidalgo com exercício na casa imperial; foi nascido nas Ilhas.

2.º Ignacio Gabriel Monteiro de Barros, brigadeiro de cavalaria, moço fidalgo com exercício, comendador da ordem de Cristo, oficial do Cruzeiro, grande dignitário da ordem da Rosa, foi casado com Alda Romana de Oliveira Arruda f.ª do capitão-mor Braz de Oliveira Arruda e de Alda Maria Leme Nogueira, dos quais tratamos no V. 6.º pág. 433, nota. Teve:

1-1 Maria Elisa de Sauvan Monteiro de Barros casada com o conselheiro João Manoel Pereira da Silva e teve:

2-1 Maria Elisa que casou com Antonio Marcos de Abreu e Araujo, barão de Itajubá, ministro plenipotenciário e enviado extraordinário em Washington em 1887. Sem geração.


Página inicial - Próxima